Nosso blog é a reunião de tudo que existe de melhor no mundo: amizade, amor, livros, séries, games e filmes. Bem vindo à Sociedade do Anel!

terça-feira, 14 de abril de 2015

The Elder Scrolls V: Skyrim

E aew!

Aqui estams novamente pra falar de games e eu não poderiaa deixar de falar sobre este.
The  Elder Scrols V: Skyrim é simplesmente um dos melhores jogos já esenvolvidos que eu já tive a oportunidade de jogar.
Então, prepara o sanduba, pega um copo de suco e relaxa aew que eu vou falar um pouco sobre ele.

O game se passa na província de Skyrim, localizada ao norte de Tamriel. Na era atual em que se passa a história, há uma guerra civil acontecendo, onde o Jarl de Windhelm, Ulfric Stormcloak começa uma rebelião contra o Império alegando que Skyrim é uma terra de pessoas livres. Ele matou o então High King de Skyrim e então tenta convencer os Jarls das outras 8 Holds a se juntarem a sua causa e expulsarem o Império de Skyrim.
No início do jogo, você é um prisioneiro condenado a morte junto com soldados Stormcloaks, um ladrão e nada menos que o próprio Ulfric Stormcloak. Quando chega a hora de ser decapitado, aparece um dragão no vilarejo e a destrói. Mas não é qualquer dragão e sim o Devorador do Mundo, que retorna segundo a lenda contada por um pergaminho antigo, o retorno de Alduin. Com sorte o protagonista consegue fugir e então dá-se inicio a história, uma vez que você está livre para fazer o que quiser nestas terras.

Sim, o que quiser! Você leu corretamente.
O jogo te dá a liberdade de seguir o seu próprio caminho a partir daí. Como mencionado acima, há uma guerra acontecendo, você pode se juntar a um dos lados e colocar um fim nela. Há guildas que precisam de mais um membro, onde você pode se tornar um ladrão, assassino, mago, vampiro e lobisomen. Tudo isso além de jogar a história principal e descobrir o porquê do retorno dos dragões.



Não vou me aprofundar mais na história para não soltar spoilers. Mas sim falar um pouco da minha experiência jogando esse jogo.

Bom, o jogo é uma espécie de Action RPG, onde o que você deide fazer afeta em suas habilidades. Por exemplo, há quem goste de jogar com armas de uma mão, de duas mãos ou jogar de mago e não usar armas. Com isso seu personagem ganha experiência especificamente em algum estilo e você ganha pontos para destribuir entre as habilidades. A imagem abaixo exemplifica melhor o que eu acabei de dizer.



Há raças que você pode escolher para ser o seu personagem. Eu particularmente gosto de 3 delas, Nórdicos, Imperiais e os Khajiits. Cada raça tem um bonus de habilidade diferente.

Sobre as Guildas, eu gosto bastante da Guilda dos Ladrões e Dark Brotherhood. Ou seja, meus personagens são bem treinados em furtividade, armadura leve e normalmente jogo com armas de uma mão (espadas, adagas) mas as vezes jogo com armas de duas mãos também, só pra variar um pouco.


Bom, este é apenas um pequeno overview, durante o tempo vou falar mais sobre este jogo, afinal, quem já jogou ou ainda joga sabe que tem muito o que se falar sobre ele.

Espero que tenham gostado e, pra vocês que jogam, de que lado da guerra vocês estão? Vocês matam o Cícero ou poupam o pequeno bobo da corte? Qual raça você mais gosta de jogar? Furtivo, Guerreiro ou Mago?

Deixe seu comentário. Abraço!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget