Nosso blog é a reunião de tudo que existe de melhor no mundo: amizade, amor, livros, séries, games e filmes. Bem vindo à Sociedade do Anel!

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Resenha "Máscara - A vida não é um jogo"

Olá, pessoal!
Como prometido, trouxe hoje a resenha um livro nacional! E diga-se de passagem, um ótimo livro nacional :3

Estou falando de "Máscara", do querido Luiz Henrique Mazzaron.




Eu vinha namorando este livro há tempos, até que em um belo dia o autor me propôs uma troca literária. E eu adorei! essa é uma das coisas super legais que nós, autores, fazemos... trocamos nossas obras. Inclusive, a próxima resenha será de outra troca haha

Enfim, vamos à estória.
O livro já começa deixando o leitor sem fôlego, ao nos apresentar um "serial killer" que está no encalço de Liam, um pobre menino órfão que vive com seu sádico tio. Ao "quase" ser resgatado por uma assistente social, uma onda de assassinatos começam e nós acompanhamos os rápidos movimentos dos policiais tentando protegê-lo e desvendar os crimes.
A parte seguinte mostra os sobreviventes desse massacre 10 anos após o evento, bem como eles vivem. Logo somos reapresentados ao vilão da história que volta a agir.
E então temos o ponto principal da história. Liam, bem como outras pessoas, é transportado para Domus, uma realidade paralela ao nosso mundo, onde todos eles são obrigados a jogar para sobreviverem. Lá, os participantes são submetidos a muitas provas, muita maldade, são obrigados a encararem as falhas humanas e a fazerem dolorosas escolhas.


Bom, requisitos necessários para ler esse livro: coração forte e sangue frio. haha
"Máscara" é aquele tipo de estória que não deixa os personagens terem um segundo de paz. MUITA coisa acontece o tempo todo (e pelo jeito muito mais vai acontecer, porque o final do livro é um grande cliffhanger) e na maior parte do tempo não é coisa boa haha.

Dá para notar que o autor é muito criativo, já que ele cria inúmeros cenários, personagens e criaturas. Descreve todos esses elementos com uma grande riqueza, sem que, contudo, a narrativa se torne cansativa.

Por fim, adorei "Máscara", li, praticamente, em uma madrugada (apesar de não ter achado que esse era o melhor horário haha). Os acontecimentos frenéticos e constantes fazem com que a leitura seja rápida e fluída.  Estou ansiosa pela continuação, Luiz! haha

Deu para perceber que está mais do que recomendado né? Mais um exemplo que a nossa literatura é riquíssima!
Parabéns ao autor por enriquecê-la ainda mais :)

beijos, pessoal, e até quinta que vem!
<3


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget